quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Resiliência e Escola Dominical



Por: Marcos Tuler

Você sabe o que são alunos resilientes? Já descobriu algum em sua classe? Edward Kimball, honrado professor de Escola Dominical do século XIX,
realizou um excelente trabalho educacional em sua época. Kimball não era daqueles educadores que apenas transfere conteúdos para a cabeça de seus alunos. Mas, preocupava-se realmente com eles. Tinha ele um grande senso de responsabilidade, especialmente por um jovem acaipirado, recém chegado da roça, que havia começado a trabalhar em uma loja de calçados das redondezas. Um dia Kimball foi à loja e, numa saleta dos fundos, persuadiu o rapaz a aceitar a Cristo como seu salvador.
Ao descrever esse jovem, Kimball disse: “Tenho visto poucas pessoas cujas mentes fossem espiritualmente mais obscuras do que quando ele entrou na minha classe de Escola Dominical, ou alguém que parecesse mais improvável tornar-se um crente de opiniões claramente decididas, quanto menos com condições de preencher qualquer esfera de utilidade pública externa. Mas o jovem Dwight L. Moody, chegou a tornar-se conhecido como o pioneiro das modernas técnicas de evangelização em massa e como pregador ungido pelo Espírito Santo, cuja mensagem tocou milhões de pessoas na América do Norte e Europa. Moody foi, sem dúvida um exemplo de aluno resiliente. E você? Tem algum aluno difícil? Pensa em desistir dele?

3 comentários:

abiude disse...

Pastor, vejo esse termo de forma diferente. Resiliência para mim é a capacidade de alguém voltar ao estado original depois de sofrer uma pressão. Quanto mais rápido ocorrer a volta maior será a resiliência. Portanto, não vejo como uma dificuldade e aprender. Pelo contrário, uma capacidade de adequação a algo sem perder sua originalidade, sofrerá mudanças, mas não perderá sua forma original.

jrsbonzinho disse...

A resiliência é um termo oriundo da física. Trata-se da capacidade dos materiais de resistirem aos choques. Esse termo passou por um deslizamento em direção às ciências humanas e hoje representa a capacidade de um ser humano de sobreviver a um trauma, a resistência do individuo face às adversidades, não somente guiada por uma resistência física, mas pela visão positiva de reconstruir sua vida, a despeito de um entorno negativo, do estresse, das condições sociais que influenciam negativamente para seu retorno à vida. Assim, um dos fatores de resiliência é a capacidade do individuo de garantir sua integridade, mesmo nos momentos mais críticos.

Pb. Emerson Sanos disse...

Acho maravilhosa a atitude de Kimball, pois pode vencer a resitencia original do coração de Moody.
Já a obscuridade a qual Kimball está se referindo trata-se já das dificuldades enfrentadas por Moody, podemos dizer que da mesma foram como Cristo poder lidar com as obscuridades de Pedro, Kimball pode tratar o coração de Moody.
Assi podemos aprender com nosso Mestre e co Kimball, que se pudemos ultrapassar as dificulçdades originais das pessoas, poderemos leva-los a Cristo e extrair o melhor de suas almas