sexta-feira, 7 de agosto de 2009

ESCOLA DOMINICAL DE QUALIDADE




Caros irmãos e companheiros de ministério, a partir de hoje estarei postando algumas respostas às perguntas que me foram feitas em seminários e plenárias nas áreas de Educação Cristã e Escola Dominical. Convido a todos para lerem e participarem com seus valiosos comentários. Pr. Marcos Tuler.

1. O que pode ser feito para que tenhamos uma Escola Dominical de qualidade?

O principal objetivo de todos os que amam e se esmeram no laborioso ministério de ensino na igreja é que suas escolas dominicais cresçam e se desenvolvam em todos os âmbitos, aspectos e sentidos. Porém, para que este objetivo seja de fato alcançado, é imprescindível que se faça um sério e eficiente planejamento. Nenhuma escola dominical crescerá de verdade sem um cuidadoso e detalhado plano de ação e expansão.
Nesse afã, muitos questionamentos deverão ser feitos pelos líderes de Escola Dominicais: Quais as causas do insucesso da ED? Quais as causas da constante evasão de alunos? O que fazer para criar novos departamentos ou ampliar os já existentes? A quantidade de alunos em cada classe está dentro dos padrões? O que fazer para desdobrar as classes, tornando-as interessantes e participativas? Como arranjar espaços adequados para as salas de aula? Como redimensionar os espaços existentes? Como administrar os recursos financeiros, técnicos e humanos em benefício da ED? Enfim, como atingir um padrão de excelência para a Escola Dominical.

Pr. Marcos Tuler
prof.marcostuler@faecad.com.br